Londres, foi assim.
























Eu sei que este post está enorme, mas quero partilhar convosco algumas das fotografias de Londres. Aquilo é awesome! Adorei, mesmo! Agradeço uma vez mais a quem me levou, e a quem me acolheu. São só pessoas excelentes! Meus amores, aconselho toda a gente a ir, nem que seja só "tomar um café". Hoje estou sem apetite de escrever mas daqui a pouco passo aqui. Kisses

É já amanhã!

Londres, Londres, Londres! Estou a mil, nem consigo pensar em mais nada. Amanhã por esta hora lá estou! Meus queridos, vou lembrar-me de cada um de vocês e espero conseguir aproveitar ao máximo por mim e por vocês! Até segunda *

"Não importa o tempo, importa o sentimento"

23 de Julho de 2013 01:11 "E não carreguei o telemóvel, imagina. Vinha eu toda contente a pensar numa mensagem linda para ti e tu não a vais receber ... No telemóvel, só aqui no facebook. Mas acho que vais ficar mais surpreendida. Espero que já estejas a dormir e que leias esta mensagem só amanhã enquanto estiveres a tomar o pequeno-almoço naquela cadeira e com a tua papinha em cima da arca ou daquele armariozinho à beira dos cacifos. Espero que esta mensagem te faça ficar de cabeça ocupada no quanto eu gosto de ti e no quanto te tornaste especial e importante para mim - eu sei que já disse isto mil e uma vezes, mas nunca é demais relembrar - e sei que não te vais acreditar nas coisas lindas e boas que te estou a dizer. Espero que quando te apetecer chapar a Tania penses duas vezes e penses que existem pessoas no mundo - tipo eu - que te adoram e que estão aqui a ver que és realmente boa naquilo que fazes. É verdade que mereces esta mensagem. Mereces bem mais do que isso mas vou-te dando aos pouquinhos. Vou ter saudades tuas. Calma, correcção: vou ter saudades de trabalhar contigo. De te rires da minha maneira de raspar cenoura ou da minha maneira atrapalhada de fazer as saladas. Do jeitinho que te pedia para me fazeres o snack ou para me esfregares o chão. De me berrares e de nos chatearmos nos primeiros dias. De me mandares meter pão e eu inventar a dizer que não era preciso muito. De fazeres muita coisa por mim. Porque em certas coisas eu sou pequenina e noutras és tu. Como ir ao enterro. Vou na mesma levar-te comigo para todo o lado e convidar-te a fazer coisas que eu gosto de fazer. Vou estar contigo muitas vezes, espero eu. Pelo menos vou tentar que isso aconteça. Espero que se a nossa amizade mudar não afecte de maneira nenhuma o que de positivo ela tem. E se afectar, a gente dá um jeito de concertar. Desculpa se alguma vez te magoei e obrigada por tudo de bom que me tens feito. Obrigada por poder desabafar contigo e por me acompanhares em tudo. E isto parece mais uma despedida. E, no fundo, até é. Uma despedida do nosso trabalho em conjunto, mas quem sabe não vamos trabalhar num futuro juntas. Nada acontece por acaso, e o que muito sofri naquela loja ajudou-me apegar ainda mais a ti e a ver que és um ombro amigo no trabalho e na vida pessoal e amorosa. És uma grande pessoa, apesar de teres muitas pessoas no mundo a não acreditar naquilo que tu fazes e dizes. Tu és um amor e às vezes há pessoas que não te dão o devido valor. E desculpa se, por vezes, também não o faço decentemente. Obrigada por tudo, por toda a preocupação, por todo o carinho e amor que me dás, por esta amizade que tanto me ajuda a levantar. Obrigada, do fundo do meu coração. Bem, isto já não ia caber numa mensagem de telemóvel. E acredita, que fora para o Paulo, há muito tempo que não escrevo assim para ninguém. Tens-me ajudado muito com esse assunto do meu coração. Bem, é complicado mas parece que ambas precisamos do apoio uma da outra. Mas acredito que vai chegar o principe e nos vai dar o valor e amor que tanto merecemos. Sofrer por otários já chega! Bem, vou-me ficar por aqui que ainda tens de tomar o pequeno-almoço e só tens 10 minutos ou a Tania, ou a Isabel começam logo a chamar por ti. Enfim, da Tania não vou ter saudades nenhumas. Mas também não vou estragar este texto tão lindo a falar de quem não merece a minima consideração da minha parte. Enfim. Nós somos fortes, e tu és mais forte ainda! E vais conseguir ultrapassar isto tudo e ainda te vais rir desta situação! És um amor miuda e ainda bem que entraste na minha vida! Adoro-te, de corpo, alma e coração! Um beijo e BOM DIA <3" 
E supostamente não podia pôr isto aqui, porque se calhar vai ferir susceptibilidades mas não importa. Escrevi isto na altura que ia deixar de trabalhar, que ia ser eu a sair daquela loja, e agora foste tu que saiste. Ler isto ao telefone contigo, como se fosse a primeira vez que tivesse a ver cada palavra, fez-me morrer por dentro. Foi tão certa a hora que te lembraste disto. Tão certo como dois e dois serem quatro. Sim, porque todas as palavras batem certo, mais certo ainda que o facto de tentarmos, em conjunto, que a nossa amizade não acabe. Está provado agora mesmo nos querendo separar e que nos tentam fazer a cabeça, que somos bem mais fortes que isso. E tudo se mantém, e espero manter durante muitos anos. BOA NOITE <3

E se há três anos te contassem a tua vida daí até agora, acreditarias?

Depois de muita coisa, três anos depois, cá estamos!

Bem-vinda chuva!

Bem-vindas tardes no sofá, cheia de cobertores. Bem-vindos filmes que acompanham com a melodia da chuva lá fora. Bem-vindos momentos fofinhos. Bem-vindos pés molhados e guarda-chuvas. Sejam bem-vindos!

É certo que ...

Ontem depois que você foi embora confesso que fiquei triste como sempre. Mas, pela primeira vez, triste por você. Que outra mulher te veria além da sua casca? E você não sabe como vale a pena gostar de alguém e acordar na casa dessa pessoa e tomar suco de manga lendo notícias malucas no jornal como o cara que acha que é vampiro. Tudo sem vírgula mesmo e, nem por isso, desequilibrado ou antes da hora.Você não sabe como isso é infinitamente melhor do que acordar com essa ressaca de coisas erradas e vazias. E eu tenho vontade de segurar seu rosto e ordenar que você seja esperto e jamais me perca e seja feliz. E entenda que temos tudo o que duas pessoas precisam para ser feliz. A gente dá muitas risadas juntos. A gente admira o outro desde o dedinho do pé até onde cada um chegou sozinho. A gente acha que o mundo está maluco e sonha com a praia do Espelho e com sonos jamais despertados antes do meio-dia. A gente tem certeza de que nenhum perfume do mundo é melhor do que a nuca do outro no final do dia. A gente se reconheceu de longa data quando se viu pela primeira vez na vida. E você me olha com essa carinha banal de ‘me-espera-só-mais-um-pouquinho’. Querendo me congelar enquanto você confere pela centésima vez se não tem mesmo nenhuma mulher melhor do que eu. E sempre volta. Volta porque pode até ter uma coxa mais dura. Pode até ter uma conta bancária mais recheada. Pode até ter alguma descolada que te deixe instigado. Mas não tem nenhuma melhor do que eu. Não tem. Porque, quando você está com medo da vida, é na minha mania de rir de tudo que você encontra forças. E, quando você está rindo de tudo, é na minha neurose que encontra um pouco de chão. E, quando precisa se sentir especial e amado, é pra mim que você liga. E, quando está longe de casa gosta de ouvir minha voz pra se sentir perto de você. E, quando pensa em alguém em algum momento de solidão, seja para chorar ou para ter algum pensamento mais safado, é em mim que você pensa. Eu sei de tudo. E eu passei os últimos anos escrevendo sobre como você era especial e como eu te amava e isso e aquilo. Mas chega disso. Caiu finalmente a minha ficha do quanto você é, tão e somente, um cara burro. E do quanto você jamais vai encontrar uma mulher que nem eu nesses lugares deprê em que procura. Eu vou para a cama todo dia com 5 livros e uma saudade imensa de você. Ao invés de estar por aí caçando qualquer mala na rua pra te esquecer ou para me esquecer.Também sou convidada para essas festinhas com gente “wanna be” que você adora. Mas eu já sou alguém e não preciso mais querer ser. E eu, finalmente, deixei de ter pena de mim por estar sem você e passei a ter pena de você por estar sem mim. Coitado.

Contagem decrescente.

Tenho-vos a dizer que estou muito entusiasmada e não passa um dia sem que eu pense nisto. Vou a Londres. Por muito que esteja haver muitos obstáculos e eu no inicio achar que não ia mesmo, agora tenho 90% certezas que vou. Isto surgiu porque a Paulinha me disse que tinha ido a Londres e eu disse-lhe que gostava de ir e ela disse, como quem diz para o ar, que da próxima vez que fosse me levava. Este ano ela já estava a tentar ir outra vez e cumpriu o que disse e quer levar-me lá. Não é um amor? Estou mesmo contente!! E agora vocês perguntam: "quem é a Paulinha?". Bem, isso, talvez amanhã vos diga quem é ela. Agora vou sonhar com Londres. 

Deves ser (só) das Melhores pessoas deste Mundo ♡

Sabes daquele género de amigos que passa mil anos sem se ver? Mil anos não, mas bem, uns largos meses, se não chegou já a um, dois anos sem nos cruzarmos. Aquele género de amigos que não precisas estar constantemente em contacto e que aconteça o que acontecer vocês serão amigos para sempre. PARA SEMPRE. Digo com todas as minhas forças. Tenho muitos amigos, dos quais gosto muito. Mas o que eu e tu passamos é qualquer coisa de incomum (isto existe?). Esquece. 11 anos depois estamos aqui, "tão perto e tão longe" como se costuma dizer. Sempre um para o outro. Sempre um com o outro. E tu sabes, melhor do que ninguém, que existem poucos amigos como nós. E que passem os anos que passarem, estaremos sempre ao lado um do outro para o que der e vier. Sempre dizia a minha avó: o Serginho é um grande amigo teu. E anos depois, ainda a minha família pergunta se estás bem e se temos falado. Sabes, não nego que tens um feitio complicado e que és um mistério de primeira. É difícil arrancar-te as coisas. Mas tu, sei que estarás aí sempre para me ouvir e apoiar todos os dias da minha vida. E tu, sempre que precisares, a qualquer dia, a qualquer hora, a qualquer momento, eu estarei aqui, ou onde tu quiseres. Sabes bem!

Cansei de Leões. Passei a gostar de Elefantes.


Acho que vou voltar ao activo.

Não vou apagar nada do que escrevi antes. Acho que me vou orgulhar de ler as coisas que sentia há uns tempos atrás. Não faço a mais pequena ideia dos anos de existência deste pequeno mundo. Mas isso não importa nada. Já não escrevo há largos meses, mas vou tentar voltar a manter a minha vida activa! Sei que há quem leia o que escrevo e sinta todas as palavrinhas que eu digo. Isto é só uma boa maneira de eu mostrar que ainda estou viva! Bem, não vos contarei aquilo que se passou nestes últimos meses senão vocês deixariam de ler o meu blog. Vocês vão percebendo o que se anda a passar. Até breve!
"the more i see the less i know, the more i like to let it go"
não quero respostas. não quero conversas. não quero mensagens de boa noite, nem um "tenho saudades tuas" não acompanhado de um "como faço para te ver?". acho que chega! só quero que entendas que não te vale de nada prometeres tudo e encheres uma pessoa de ilusões quando no fundo não vão passar disso, apenas promessas. chega, não achas? burra sou eu que ainda me deixo levar por uma simples frase, ou uma simples música. sou rapariga, entende-se que seja assim. já entendemos que não conseguimos ser simples amigos. é oito ou oitenta. e sendo assim, fiquemos pelo oito. vai custar mas vai passar. acabou. eu não quero mais estas agitações da adolescencia. quero, mas não seres tu o causador. tudo tem um fim. e chegou o nosso. esquece todas as promessas, esquece todos os momentos, esquece os maus momentos e que tenhas saudades dos bons. pode ser que da próxima vez que passar uma princesa pela tua vida, não cometas o mesmo erro. não estou a dizer que o "nós" foi um erro, mas o segundo "nós" acabou por ser. acontece. errei mas aprendi. obrigada desde já por me deixares aprender alguma coisa. sei que vamos estar sempre lá um para o outro quando nós precisarmos. mas também não seremos a primeira opção. quando eu precisar, tenho os meus amigos para me apoiar, aqueles que estão lá para mim e se me magoam, é daquelas feridas que é fácil de sarar. mas claro, sempre que ninguém te ouvir podes mandar mensagem ou ligar. continuo aqui, a frequentar os mesmo siítios e a fazer as mesmas coisas. se for para coisas sem importancia, não me ligues. ainda gosto muito de ti, mas por pouco tempo.
Bem, já há muito que não faço isto. Já nem me lembro como se faz. Estive a ler posts antigos e eu era tão apaixonada. Gostava tanto de tanta coisa. Como eu mudei minha nossa. Mas o que importa é que eles mudaram comigo. Habituaram-se a mim, gostam na mesma de mim, nunca me abandonam. Suportam todo o tipo de estados emocionais e dão-me na cabeça quando é preciso. Como muita coisa mudou num ano. Mais perto ou mais longe, eles estão lá. Meus grandes amigos, meus melhores amigos. Falamos em casamentos, filhos. Falamos num futuro, juntos. E é certo que cada vez mais acredito que estaremos juntos daqui a uns anos. Aconteça o que acontecer. Já disse coisas das quais me arrependo. Já considerei grandes amigos, melhores amigos até, pessoas que agora não me são nada e nunca me deram valor. À primeira oportunidade foram. Continuo acreditar que os amigos sabem de todas as tuas histórias e os melhores amigos vivem-nas contigo. E não é verdade? Vem gente, vai gente, é um entra e sai neste grupo. É um entra e sai na minha vida, mas o que eu cada vez mais acredito é que eles não me fogem. Cansei de para sempres, cansei de jurar e prometer coisas. O que tiver que ser é, seja agora ou amanhã. Hoje posso gostar, amanhã posso adorar mas depois posso gostar menos um bocadinho. Não sei. Sou incerta. Não sou bipolar, sou incerta. Hoje pode-me apetecer correr por aí fora e amanhã nem me apetecer sair de casa. Hoje posso estar com paciência para conversas da treta e amanhã nem me apetecer pegar no telemóvel. Eu sou assim, antigamente não era. É estranho ler como eu era. Como dava tanto valor e me podia magoar tanto. Mudei, mas para quem me acompanha desde sempre, sou eu. Sempre eu. Continuo a não passar a química, continuo a trabalhar na olá, continuo a frequentar os mesmos sítios e continuo com as mesmas pancas de sempre. Eles gostam de mim. Mesmo que as coisas não corram bem para meu lado, ou mesmo que corram. "Até os momentos tristes partilhamos" e é verdade. Sinto orgulho em ter os amigos mais anormais de sempre. Sinto orgulho em dizermos e fazermos coisas nada a ver mas que para nós tem todo o sentido. Somos nós, com todo este amor e anormalidade. Mas nunca nos abandonamos. Afinal, temos todos vidas diferentes mas continuamos aqui com a nossa amizade firme e segura!
porque é que nao vens falar comigo quando nao gostas do meu acto?
nem deixas que explique, só te deixas levar pelo boato.
"As pessoas me julgam pelo que eu faço, imagina se elas soubessem o que penso."
Não entendo. Não consigo. Tento e não chego a conclusão nenhuma! Ainda nao entendi qual é o problema. Mas isto a mim não me vai atacar. Pensei que estivesse a fazer uma grande coisa quando te dizia sempre para estar contigo, mas afinal agora és tu que não queres saber. Nem dizes nada. Estás afastar-te. Mas eu não tenho culpa de gostarem de mim. De perguntarem por mim. O que vale é que soube que eras assim ao cedo e a mim isso não me afecta. Preferes assim? Muito bem! Até podia dizer que não preciso de ti. Não se trata de precisar ou não. Trata-se de conseguir ficar sem as tuas mensagens e sem irmos tomar café todos os fins-de-semana. "Toda a gente gosta de ti :D", e é bem verdade. Modestia à parte não me posso queixar. Quem eu quero e gosto está sempre lá, como eu estou para eles. Não é por não me dizeres nada que eu vou deixar de sair. Tenho várias pessoas com quem posso sair para tomar café ou lanchar, ir passear ou às compras. Se tentas que sem ti eu não me divirta, não consegues. Sempre me diverti até me dares mais valor. Agora afastas-te do nada porque não suportas que gostem mais de mim do que de ti. Sê feliz é o que mais te desejo. Eu cá sou! Com aqueles que me fazem assim e estão lá para mim. Quando precisares podes ligar. Estarei lá. Mas não esperes que pense em ti sempre que cá estiveres. Primeiro eu, depois os meus, depois eles e logo depois penso em ti e nas outras pessoas todas que estão mal comigo por algo que eu fiz - pensam vocês: algo errado que eu fiz - e fingem gostar de mim pela frente e criticar-me por trás. Se sabe bem, qual é o problema? Não posso aceitar convites e cumprimentar as pessoas? Sorry, mas quem manda na minha vida, ainda sou eu!
"sabes qual é a maior prova de que se está feliz? quando não precisamos provar isso pra ninguém."
"eu adoro-te tanto mas tanto! nunca pensei vir adorar-te tanto, mas tu es taaaaaao igual a mim que puxas-me para ti!". sabe tão bem, oh, se sabe <3
Há sempre uma imagem...
Sempre esta imagem de nós
imperfeitos, inacabados longe dos sonhos

e há sempre sonhos
sonhos doces, tão mágicos, tão desejáveis
mas tão longe do que somos e temos

há sempre outros
sempre esses outros que nos avaliam
que nos fazem corar, sorrir, amar, chorar.

e há sempre nós...
Nós bonitos, nós feios,
nós sozinhos, nós amados...

Quem me dera que houvesse
sempre uma imagem de nós
nos sonhos dos outros!

Rita Wemans
sabes, quanto mais as pessoas pensam em viver, menos vivem. quanto mais pensamos em correr para os braços de alguém, mais força há contra passar do pensamento ao acto. quanto mais pensamos no que pode acontecer se fizer acontecimento x ou y, há menos acontecimentos. quanto mais pensamos, menos agimos, menos dizemos, mais tempo perdemos, mais partilha, mais amor vão fugindo. ficarmos sentados, não ajuda em nada. apetecer fazer uma coisa e não agir nos próximos cinco minutos - que servem para pensar nas principais consequências e não em todas - não serve de nada. basicamente, ficar a chorar por ter esta vida e não a de um rapaz aqui do tumblr que é lindo e maravilhoso, não vai ajudar. isso não muda. ficar com melodramas a chorar pelos cantos, a ser pessimista em todos os pontos, quando na verdade há muita gente do teu lado, não faz bem a ninguém. magoas muita gente dizendo que ninguém gosta de ti e que estás sozinho. que não te sentes seguro com ninguém. as pessoas podem apoiar-te mas perdem a vontade. ninguém vai mudar isso por ti, só tu próprio podes mudar a tua maneira de ver as coisas. se assim continuas, podes chegar a perder tudo o que tens. eu conheço-te e a tua vida não é má. não é perfeita, mas tens uma família, gente que te apoia, tens amigos que gostam de ti, tens tudo o que queres, universidade, trabalho, etc. comparar-te a pessoas mais ricas do que tu, com mais estilo e mais famosas - estando elas num continente mais evoluído e muito diferente do nosso - em vez de te comparares a quem nem tem família, vive sozinho, passa fome, nem uma camisola tem para se aconchegar no inverno, pessoas que desejavam tudo por um trabalho e entrar numa universidade só te faz sentir pior. sinceramente, acho que não devias comparar-te nem a "superiores", nem a "inferiores" - lamento ter que chamar assim - acho que devias viver mais a tua vida, não pensando na dos outros. acho que pensares no que os outros andaram a fazer enquanto TU podias estar a aproveitar para te divertires só faz com que percas a ÚNICA vida que tens! sim, única. por muito que chores ou rias, esta é a tua única vida e a escolha é feita por ti. eu escolhi rir, e tu, vais continuar a chorar?
ps: conhecendo-te como conheço, tu vais arranjar mil e um argumentos contra o que acabei de dizer, dizendo que blablabla, e depois passado tempos vais dar-me razão. tu és assim, tal e qual como eu sei. já é rotina. muitas vezes isso já aconteceu. digas o que disseres, fiques ou não contra mim, eu estou aqui e magoa-me muito quando dizes que não tens ninguém a teu lado, quando dizes que ninguém gosta de ti e quando dizes que não te sentes seguro com ninguém. quem só conhece a tua vida virtual vai dizer que tu não tens amigos e eu continuo aqui a sentir cada facada. antes de dizeres certas coisas, pensa os tais cinco minutos. é o bastante para não magoares ninguém, nem deixares que te magoem, em qualquer situação. no entanto, sair magoado, é uma forma de viver. eu estou aqui, e não admito que digas mais o que estás sempre a dizer, ou eu desisto. e acredita que não vais conseguir virar o jogo para teu lado agora. adoro-te, e tu sabes bem disso! e por muito que me custe desistir, tu estás-me a obrigar a isso.





"Eu gosto e sei que gostas mas eu não prometo nada, não quero um compromisso isso no fundo é fachada. Vês, mais vale estar, andar e ver, mais vale sorrir e respirar do que chorar por temer perder. No fim só estou contigo, e como nada é garantido torna-se mais especial cada palavra ao ouvido."

posso passar despercebida mas todos me conhecem. nao ligo a bocas alheias e tao pouco quero saber as vidas que inventam sobre mim. sao muitas as que correm, pelo que ja entendi, mas tao pouco me importo. eu tenho a minha vida e sei muito bem as atitudes que tomo e as razoes pela qual faço isso. parem de dizer que me tentei suicidar quando me atirei da ponte para o rio, quando na verdade queria sentir a adrenalina de mergulhar de um sitio alto. mas se querem que as coisas que eu faço sejam o vosso tema de conversa, que seja, inventem-me vidas para a frente. pode ser que ate me de mais anos de vida e ajude a que fique ainda mais conhecida e importante. todos sabem o meu nome, nem que seja atraves de redes sociais, mas sabem. todos adoram cuscar a minha vida pessoal quando vou a um sitio diferente, a minha vida profissional quando descobrem o que faço ou ate quando calhei de dizer que vou seguir outra vida e ate a vida amorosa quando calho de ir tomar cafe com alguem do sexo oposto. acho demasiado ridiculo o facto de perderem o vosso tempo a falar da minha falsa vida, ate chegarem ao ponto de irem perguntar aos meus amigos coisas sobre as quais nao deviam meter-se. mas tranquilo. podiam vir perguntar directamente a mim, talvez eu vos dissesse a verdade e vocês ficassem esclarecidos em relaçao a qualquer tipo de assunto. eu tenho os meus amigos, nao sao muitos, também nao são poucos, mas sao bons, muito bons ate. fazemos muita coisa juntos e em épocas especiais ninguem é esquecido. todos sabem onde me encontrar e se não sabem, tem o meu numero para perguntar onde ando nem que seja para duas de treta. ligo muito a todas as visitinhas que me vao fazendo enquanto estou a trabalhar, a todos os bocadinhos que arranjamos para estar juntos. essa preocupação e uniao faz com que a nossa amizade continue forte como sempre foi. ha momentos em que andamos mais ocupados e parece que quanto mais aceleramos as coisas para termos tempo livre, mais as coisas se tornam extensas. mas chega uma altura em que se compensa. há sempre tempo para uma chamada ou uma mensagem, mas se não houver tambem ninguem se enerva, mais cedo ou mais tarde vamos estar juntos e as conversas vão ser todas postas em dia, nem que seja tudo ao mesmo tempo e que chegue a uma altura em que quem não esta habituado não entenda. mas nós lá nos entendemos. os temas que ainda nao foram falados sao expostos e nunca esquecidos ate partilharmos. e o que resolvermos fazer, fazemos sempre juntos. o assunto nunca morre. "quem quer arranja um jeito, quem nao quer arranja uma desculpa" cada vez acredito mais nisto. comecei este texto a pensar em conhecidos, amigos de amigos meus, ou ate mesmo pessoas que nao me sao nada que teimam em falar da minha vida e acabo a falar dos meus amigos que às vezes nao consigo dizer o que sinto mas eles sabem que o sentimento continua. acho que não vale a pena mencionar nomes. beijos

D #12

Eu sem D.
PUM!

D #11

Eu a morrer.
‎"When will I see you again?
You left with no goodbye, not a single word was said,
No final kiss to seal any seams,
I had no idea of the state we were in "
eu linda, sem medo, com um sorriso forçado mas muito feliz.

D #10

Eu bem. Eu muito bem!

sabem que mais? há muito tempo que não me sentia assim, normal.

D #9

Esta quase e eu cada vez quero menos.

se nao for eu a querer saber, mais ninguem quer. e isto da-me vontade de rir. estamos a evoluir.

«se tu soubesses o quao é bom o teu abraço *.*
ate no escuro brilhas. »
sabem bem estas mensagens!

"a verdade é que a saudade que passou nao é mais que muita. mas por muita força que faça, ela passa por saber que te vivi"


D #8

Eu estou bem, estou muito bem.

D #7

Smile, though your heart is aching

D #6

Por ti, não ia a lado nenhum.

D #5

Uns dias sim, outros dias não. E eu que ature isto. Decide-te. Não estou para estar constantemente a mudar de hábitos.

D #4

Gosto muito de ti, mas hoje, quero que tu te fodas.

"Ficarei sentada ao teu lado, enquanto tu estiveres diante deste rio. E se fores dormir, dormirei em frente à tua casa. E se tu viajares para longe, eu seguirei os teus passos.
Até que tu me digas: vai-te embora. Então, irei. Mas hei-de amar-te para o resto da minha vida."

melhor amigo
quem oferece? e sim, preferia que não fosse no dia 29 de Outubro.
obrigada.

D #3

Beijooooo? Ai que lindo.

D #2

Se tens confiança para esses diminutivos podes chamar. Como sei que tu não tens, chama-me Guida, e já vais com muita sorte.

D #1

Não tentem adivinhar nomes começados por D. É uma palavra e não o nome de alguém.

tudo o que pertence a D é mais ou menos por causa disto! a minha vida ser uma confusão.

"se eu te deixar de procurar, tu também não me vens procurar" PUM!
‎"Se precisas de te esforçar para que alguém esteja na tua vida, é porque esse alguém não merece, quem quer simplesmente está."
não me vais magoar mais. eu não vou deixar.
foi muito bom ver-te, eu tinha saudades tuas.
obrigada por teres alegrado o meu dia :')
Não quero fazer anos! As pessoas utilizam esse dia para fazerem com que o aniversariante se sinta especial e para que nesse dia recebam surpresas e sintam que são o topo da importância, não no mundo, mas na vida das pessoas. E no dia seguinte volta tudo ao normal. Não quero! Até agora adorava fazer anos, fazia a contagem decrescente até chegar o tal dia. Não sei o que se passou mas este ano estou desanimada. Não! Não quero que ninguém me incentive a que goste de fazer anos, porque é fixe, porque toda a gente me manda mensagens, porque toda a gente se lembra de mim porque calhou de ver no facebook que eu fazia anos. Oh, eu devo estar tola mas só de pensar que é só naquele dia que tudo acontece e que estou à espera daquele dia para que tudo aconteça até me dá apetite de nunca mais lá chegar. Estou a ponderar não fazer jantar ou festa. Além do trabalho que dá, nem vale a pena. Quem quer estar comigo, que esteja. Tem 365 ou 366 dias para estar comigo e eu não sou uma pessoa muito ocupada, sou uma pessoa com quem é fácil combinar coisas. Não precisam de esperar até àquele dia para me mandarem uma mensagem, fazerem uma chamada, publicarem alguma coisa no meu facebook, fazerem-me surpresas e estarem comigo. Há mais dias no ano. Porque é que tem que ser aquele? Passei a não gostar de fazer anos e não quero fazer anos este ano. Sei que há pouco pus um post com prendas que gostava de ter, mas só pus para brincar. Sei perfeitamente que não vou ter nada do que está ali, até porque são prendas que não convém a ninguém economicamente. Sinceramente, se esse dia chegar e eu estiver com esta disposição, que passe rápido e até nem me vou importar com quem se esqueça de mim. 
agora é a parte em que eu finjo que não me importo. em que sei das coisas e não mostro. em que não reajo por nada. agora é a parte em que tudo me vai passar ao lado e eu não vou querer mais saber. agora é a parte em que te começo a pagar na mesma moeda, para que tu me dês o devido valor. porque tu nunca dás valor ao que eu faço por ti. isto não precisava de ser assim. mas como ambos sabemos, vamos estar sempre ligados, quer queiramos, quer não. 
já que falo por eufemismos
gostava de dizer que ainda gosto bastante de ti

até podia mandar uma boca mesmo boa para o que acabei de ver. até porque já estava escrita a mensagem. mas para quê? nada ia mudar. e não estou mais para me chatear por ser não a mim.
OLÁ!
vai correr tudo bem. é claro que vai correr tudo bem. não é preciso estar nervosa.
um ano!
"un dia sin ti es como un año sin ver llover" 
"a day without you it's like a year without rain"
«Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim, nem que eu faça a falta que elas me fazem. O importante pra mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível, e que esse momento será inesquecível. » Fernando Pessoa
adorei a imagem
eu sei que tenho muita gente a apoiar-me mas é muito bom quando nos dizem directamente. sabe mesmo bem!
obrigada a todos por, mais uma vez, não me deixarem ir abaixo!

eu estou decidida a passar esta má fase!
Estou um bocadinho cansada de tudo. Eu sei que não faço nada e quanto menos faço, menos quero fazer. Hoje acordei com uma vontade enorme de abraçar alguém. Como sempre, estava sozinha em casa. Hoje não almocei e a primeira coisa que meti à boca foi as seis da tarde e não, não tem nada a ver com a minha dieta. Tem só a ver que até já estou cansada de comer. E como as coisas andam com algumas pessoas, nem devem saber que estou de dieta. Quer dizer, fiz uma pausa, mas vou recomeçar. Ontem vi um filme em que a protagonista era gorda e acabou magra. Eu também devo conseguir. Acreditar não custa. Desculpem mas acho que este vai ser mais um daqueles textos em que não diz nada que mude o mundo e mais um daqueles que vão chegar ao fim - se chegarem - cansados de o ler. Acho que certas pessoas deviam ter a plena consciência de ver que as coisas não são o que eram e nem amigos nos podemos considerar e apagar a fotografia do facebook que tem connosco ou mudar a legenda das fotos. Sinceramente, como as coisas andam eu acho que aquilo já não serve para nada. Somos amigos e decidimos pôr as fotografias no facebook e não sei mais onde para mostrar ao mundo que temos uma bonita amizade e para mostrar quem faz parte da nossa vida e quem estimamos muito. Mas chega a uma altura em que a foto continua no facebook mas na vida real passa por nós e ignora-nos. Sendo assim que mostre ao mundo que a nossa amizade já não é o que era e tire os corações e os asteriscos da frente dos nossos nomes, que por acaso estão escritos em maiúsculas. Ridículo? Não sei. Chamem-lhe o que quiserem. Já há muito que andava para escrever sobre isto, mas sempre que começava pensava que não devia dar importância a quem não ma dá a mim. E pronto, cá estou eu a falar sobre isto. Quero ir dormir, mas sei que não adormeço tão cedo por causa da comichão. Como toda a gente sabe, não vou entrar na universidade, mais uma vez. Custa-me falar sobre isto, mas já me habituei à ideia. Hoje disseram-me que tenho um sorriso que mostra que sou feliz. Que giro, gostei mesmo de ouvir isso. Apesar de ultimamente acordar com uma vontade enorme de não ver ninguém e de me desligar do mundo, eu sei que sou feliz. Isto é só mais uma má fase que há-de passar. Temos que ver todo o lado positivo das coisas, mesmo que ele teime em não aparecer. Há uma pessoa, uma pessoa por quem eu sinto um carinho enorme. Uma pessoa que durante a época de aulas está longe, mas está perto de mim. Sabe como estou e sabe o que dizer nos momentos certos. A verdade pode magoar, mas ela sabe dizê-la de maneira a que não custe ouvir. A Tita é uma pessoa estranha. Não é a típica pessoa simpática para toda a gente, quem a conhece sabe isso. Quando ela não gosta, não gosta! Mas quando ela gosta, ela cuida. Estou com ela, ela preocupa-se comigo e com a minha maneira de estar. Até já pude ter dito isto várias vezes, mas nunca é demais relembrar. Eu gosto muito dela, e ela sabe bem disso. Tenho uma grande consideração por ela e isto também não é surpresa nenhuma. Posso dizer que com ela aprendo muita coisa sobre tudo em geral. É uma pessoa culta e linda. E é estupido como ela vai ter que ler este texto até ao fim para ler a parte dela. Enfim, não sou mesmo normal. Amanhã escrevo uma coisa mais pequena e melhor. São duas da manhã e o melhor mesmo é descansar. Beijos - acho que é a primeira vez que mando beijos - e desculpem a seca. Obrigada por lerem.
Que vou eu fazer quando tu não queres falar comigo?
Nada, não há nada a fazer.

lindushinhas *.*
já anda tudo a pensar no natal, mas antes disso, ainda há o meu aniversário. 
passei uma tarde em casa por isso comecei a ver as prendas que vou mostrar aos meus pais.
como é óbvio tornei-me uma pessoa megalómana e sei perfeitamente que não vou ter nenhuma destas prendas, mas achei muito divertido.

este carro


este telemóvel

este relógio

estas sapatilhas - calço o 37

também podem ser estas

estas botas
mas se me derem as primeiras
sapatilhas eu já fico feliz



esta bolsa

ou esta - escolham

um casaco deste género

um deste género

e um deste e desta cor

uma camisa
qualquer cor




uns calções
que fiquem mesmo acima do joelho

uma camisola assim
fofinha e com capuz e bolsos

e uma assim sem capuz e sem bolsos

e sim, tive que eliminar algumas coisas.
e ainda falta os acessórios e o resto das categorias.
eu não fico nada triste se me oferecerem, a sério!